Tipos de pilha: todos os tamanhos e usos

Foto de diversos tipos de pilhas

Neste artigo, nosso objetivo é falar um pouco mais sobre os diferentes tipos de pilha e o papel de cada uma delas em nosso cotidiano. Fruto de uma reação química chamada de oxirredução, esse pequeno objeto que colocamos nos controles remotos, rádios, relógios e outros itens do dia a dia, nada mais é do que o portador de pequenas porções de energia elétrica.

Vamos entender um pouco sobre os principais tipos de pilhas e seus usos, critérios de escolha, as melhores maneiras de descartá-las, entre outros pontos importantes. Confira!

Pilhas Primárias

Também chamadas de pilhas secas, elas são o tipo de pilha mais utilizado. Dentro desse grupo, a mais famosa é a alcalina, que contém hidróxido de potássio — elemento que permite uma durabilidade cerca de cinco vezes maior do que as pilhas comuns.

Além disso, elas podem ser guardadas por até quatro anos e possuem uma proteção poderosa contra vazamentos, o que aumenta ainda mais sua eficiência. Por tudo isso, o preço das pilhas alcalinas tende a ser mais caro.

Foto de pilhas primárias

A principal diferença entre as alcalinas e as pilhas comuns é o seu respectivo produto químico. Se as alcalinas utilizam hidróxido de potássio, os tipos de pilhas comuns geram energia a partir do zinco.

Outro fator que diferencia ambas é o formato: as pilhas comuns são cilíndricas ou retangulares. Além disso, como já falamos, elas duram menos que as alcalinas.
Lembre-se, ainda, que não é bom usar tipos de pilhas diferentes em um aparelho, misturando, por exemplo, alcalinas e pilhas comuns. Isso reduz o tempo de utilização e pode provocar vazamentos — que são nocivos à sua saúde.

Pilhas Recarregáveis

Uma tendência que ganhou força recentemente, é o uso de pilhas recarregáveis. Elas são ideais para aparelhos com alto uso de energia e de uso constante, como mouse e teclados sem fio, além de microfones e outros dispositivos.

Elas também podem ser divididas em modelos diferentes. Têm, por exemplo, as pilhas recarregáveis feitas de níquel metal hidreto (mais econômicas e modernas) e as de níquel cádmio (que duram menos e são mais ultrapassadas).

Aparelho sendo utilizados para recarregar pilhas

Uma dica importante ao considerar o uso desse tipo de pilhas é que elas só devem ser recarregadas quando estiverem zeradas. Dessa maneira, as cargas prolongam a vida útil delas. Além disso, é importante tirar os carregadores das tomadas quando estiverem completamente carregadas.

Lembre-se sempre: pilhas recarregáveis são diferentes das pilhas alcalinas e dos modelos comuns — principalmente porque esses dois últimos tipos de pilhas devem ser descartados quando deixam de funcionar. Mais adiante falaremos de como esse descarte deve acontecer.

Tamanhos de pilhas

Você já se deparou, sem dúvida, com pilhas de diversos tamanhos. No Brasil, elas são catalogadas de acordo com as normas de classificação da ANSI – Instituto Nacional de Padrões Americano, que as dividem por letras:

  • Pilha Micro (AAA);
  • Pilha Mini (AA);
  • Pilha Média (C);
  • Pilha Grande (D).

Como escolher sua pilha?

Normalmente, você encontra a indicação correta nos próprios aparelhos nos quais deseja utilizar as pilhas, basta observá-los

As pilhas AA geralmente servem brinquedos e alguns modelos de controle remoto. Elas também são indicadas para tipos pequenos de lanternas. Seu uso é parecido com as pilhas AAA, dependendo do tamanho do objeto em que elas serão utilizadas.

As pilhas C, de formato médio, podem ser utilizadas em brinquedos maiores e lanternas com mais potência. Por fim, as pilhas D costumam ser usadas até em aquecedores, já que são produtos maiores e que consomem grande quantidade de energia.

Cuidados e armazenamento das pilhas

Pilhas possuem produtos químicos em seus interiores e, portanto, não podem ser guardadas de qualquer maneira. Elas devem ser mantidas em lugares arejados, frescos e com pouco contato com a luz solar.

Um outro ponto importante é que por mais que elas sejam protegidas com uma camada externa, deve-se evitar o contato de pilhas com a água. De maneira geral, a temperatura ideal para manter as pilhas é entre 10 °C e 25 °C.

Também é importante destacar: não desmonte ou quebre as pilhas. Isso pode levar a possíveis vazamentos e causar ferimentos graves na pele. Se por acaso isso ocorrer, procure assistência médica imediatamente.

Como realizar o descarte de pilhas?

Pilhas não podem ser descartadas de qualquer maneira. Jogá-las em latas de lixo, como se fosse um produto qualquer, é um erro. E mais comum do que você possa imaginar.

Dados do The Global E-waste Monitor apontam que, todos os anos, mais de 53 milhões de toneladas de lixo eletrônico são descartados em todo o mundo. Só o Brasil responde, anualmente, por cerca de 2,1 mil toneladas de eletrônicos, mas a reciclagem equivale apenas a 3% deste total.

Nesse sentido, realizar o descarte adequado das pilhas contribui muito para a saúde no meio ambiente, na medida em que vazamentos de zinco, mercúrio e chumbo são mitigados.

O descarte correto das pilhas pode ser realizado em qualquer ambiente ou espaço que tenha um posto de descarte desses materiais. Geralmente, esses postos estão espalhados pela cidade, em estabelecimentos como:

  • Lojas varejistas
  • Fabricantes de pilhas
  • Órgão públicos

Para saber qual o posto de descarte de pilhas mais próximo de você, basta fazer uma rápida pesquisa no Google.

Hora de colocar o mão na massa!

Conhecer melhor os tipos de pilhas e seus usos é algo importante para preservar a durabilidade delas. Essas e outras dicas são valiosas para os nossos cotidianos, e você pode aprender ainda mais com o nosso Guia prático sobre manutenção elétrica e também com as nossas dicas sobre Como fazer Painel de LED.

Se quiser ter acesso a materiais de excelente qualidade e durabilidade, acesse o portfólio de pilhas da Foxlux e confira!

Equipe Dicas Mão na Massa

Conteúdo para resolver qualquer parada

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagramdicasmaonamassa
Scroll Up